25 de maio de 2012

Lições de vida

Olá meninas! Como estão? ^^ Peço desculpas por ter ficado tantos dias sem postar! Por mim, postava todos os dias, mas infelizmente não tenho tempo nem inspiração, criatividade e tudo mais. Mas hoje, trouxe aqui para o DM um texto feito por mim. O primeiro texto postado aqui no blog. Espero que gostem!




Oi, meu nome é Cristie, e eu vou contar uma história para vocês. 
Bem, eu estava sentada na padaria comendo um pão de queijo e tomando um cafezinho, totalmente desanimada com a vida. O que é normal, já que nunca estou satisfeita com minha vida! Estava olhando a rua, os carros, as pessoas, o movimento em geral... Gosto de observar tudo e todos, simplesmente por diversão, e um pouquinho de curiosidade. Como assim curiosidade? Ficava curiosa para saber como cada pessoa se comportava na rua. Pode parecer estranho mas, na verdade, é bem interessante. O que  mais gostava de fazer era ir na padaria do seu Joaquim, final da tarde, comer e beber algo enquanto observava o movimento através da grande porta de vidro. Até que ouvi um barulhão, um estouro. Todos correram para fora da padaria e  do local onde estavam para ver o que tinha acontecido. E eu, é claro, como boa observadora que sou,  não iria ficar fora disso. Fui até lá e vi um grande acidente. Um caminhão atropelou uma moça de bicicleta. Passou um tempinho e ouvi a sirene da ambulância, que foi acionada e a levaram para o hospital.
- Coitada! Esse transito está cada vez pior, temos que tomar muito cuidado! - Disse um homem com boné azul.
E o povo foi saindo do local do acidente até que tudo voltou ao normal. Eu voltei para a padaria, me sentei e fiquei pensando sobre o acidente. Como será que aconteceu? Eu realmente fiquei chocada e, claro, com pena da moça que se feriu; esperava que ela ficasse bem. Então, terminei meu lanche e fui para casa.
Dias se passaram e todo final de tarde, estava na padaria do seu Joaquim, bebendo um café e observando o movimento através da grande porta de vidro. Tudo estava como sempre. Terminei meu café e fui embora. Mas, quando fui atravessar a rua, olhei apenas para um lado e uma coisa terrivel aconteceu. E você já deve imaginar! Fui atropelada! E, por mera coincidência, no mesmo lugar que a moça foi atropelada dias atrás. A única diferença é que fui atropelada por um carro. Só lembro que fiquei jogada no chão por uns minutos até que a ambulância chegou. Fui levada ao hospital e tive que passar por várias cirurgias, pois tinha quebrado a perna. Fiquei no hospital cinco dias. Cinco dias difíceis, como você pode imaginar. E nestes dias o que mais fiz, foi refletir sobre minha vida. Eu nunca estava satisfeita com ela, que era muito boa por sinal. Eu não tinha tudo o que queria, mas tinha mais do que era preciso. Tinha um emprego, amigos, familiares, uma casa, um carro e muito mais. E não dava valor a nada, e nem eu sei o porquê. Simplesmente não me contentava com o que tinha. Depois de refletir tanto, cheguei a conclusão de que minha vida era maravilhosa, e eu faria tudo para tê-la de volta. Sair desse hospital, ter minha perna certinha como era antes, perfeitinha. Depois de fazer todas as cirurgias, fui liberada e voltei para casa, com um gesso em minha perna, não muito feliz pelo ocorrido. Fui deitar, descansar um pouco e pensar mais sobre a minha vida. Pensei, pensei, pensei... Depois de tanto pensar, acabei percebendo que não era tarde para seguir em frente e ser feliz, pois tudo nessa vida acontece por uma razão e, de tudo, temos que tirar uma lição. E a liçao que tirei desse acontecimento foi que devo valorizar minha vida e tudo o que tenho. Agradecer sempre antes de dormir por mais um dia vivido. Mesmo que hajam muitas dificuldades, temos que aprender  a enfrentá-las de queixo erguido, sem desistir, e tentar tirar uma lição. Então dormi e, no dia seguinte, coloquei em prática meu novo pensamento, meu novo ponto de vista. Os dias foram se passando e estavam cada vez melhores. Tirei o gesso,  voltei a trabalhar e ter minha vida de antes, mas com um sorriso no rosto. E um sorriso verdadeiro, posso lhe garantir. Porque aprendi a dar valor aquilo que tenho e isso tornou minha vida muito melhor.


E aí, o que acharam? Beijos e até a próxima!

2 comentários

  1. Oi! Achei muito admirável a lição que você consegui tirar desse acontecimento. É isso mesmo, devemos sempre agradecer o que temos e viver com um sorriso no rosto! Aaah também tenho mania de observar as pessoas.
    Bjs, Ruama.
    http://esquiloscorderosa-ruama.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Obrigada. Mas, não sei se você sabe, eu fiz o texto mas eu inventei a história, nada disso aconteceu, hahaha. Beijos!

      Excluir